ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • FIP

ONGs analisam significado das manifestações pelo país

02/07/2013

protesto

Foto: Agência Pública

 

 

Em meio às atuais discussões políticas que movimentam o país, inclusive o debate sobre uma possível Reforma Política, a Abong apoia posições e campanhas que visam viabilizar e fortalecer a participação da população, assim como legitimar a atuação de organizações não- governamentais nesse processo.

 

O envolvimento de nossas associadas com as recentes manifestações é importante, pois consolida e difunde opiniões de importantes agentes da sociedade civil que contribuem e lutam pela defesa dos direitos dos cidadãos. Para Evanildo Barbosa da Silva, diretor da FASE, “os atuais eventos e manifestações estão aí como combustível e combustão potencial de um novo ciclo de nossa cultura política. É sempre bom lembrar que o que ainda se tem de rico e expressivo em termos de cultura política nasceu da luta popular, razão pela qual em parte se explica porque as instituições clássicas estão tão desacreditadas na sociedade”.

 

A crescente mobilização popular deve orientar-se também para o avanço dessas pautas e da descriminalização das próprias organizações, uma vez que mais pessoas se identificam com as reivindicações. A insatisfação popular expressa nas ruas está alinhada aos contínuos esforços dos movimentos sociais e organizações da sociedade civil, envolvidos há décadas na luta pela democratização do País.

 

Em apoio aos movimentos sociais, as associadas FASE (Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional), Inesc (Instituto de Estudos Socioeconômicos), Geledés – Intituto da Mulher Negra, Criola, CFEMEA (Centro Feminista de Estudos e Assessoria), Ação Educativa e SDDH (Sociedade Paraense de Defesa de Direitos Humanos), entre outras entidades, assinaram uma nota defendendo o direito de manifestação, impulsionada atualmente pelos episódios de repressão, discriminação e violação de direitos.  Confira a nota aqui

 

Em entrevista, Evanildo Barbosa da Silva, diretor da FASE, o historiador e doutor em desenvolvimento urbano pela UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), fala sobre a importância da participação da organização nesse debate. Leia a entrevista aqui

 

Outros membros das organizações associadas da Abong publicaram em seus sites oficiais e páginas do Facebook, notícias e textos opinativos para motivar o debate:

 

Disponibilizam notícias e artigos sobre as atuais mobilizações populares:

 

FASE

http://www.fase.org.br/v2/pagina.php?id=3875

 

 

GELEDÉS

http://www.geledes.org.br/em-debate

 

 

Canal Ibase

http://www.canalibase.org.br/

 

SOF – Sempre viva Organização Feminista

http://www.sof.org.br/

 

ISA- Instituto Socioambiental

http://www.socioambiental.org/

 

 

Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos

http://sddh.org.br/

 

 

Católicas pelo direito de decidir

http://www.catolicasonline.org.br/

 

 

CFEMEA – Centro Feminista de Estudos e Assessoria

http://www.cfemea.org.br/

 

 

Cunhã Coletivo Feminista

http://cunhanfeminista.org.br/

 

 

 

 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI)

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca