ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Instituto C&A
  • REDES

    • ALOP

Diretrizes para a Reestruturação Socioprodutiva da Zona da Mata são debatidas durante Audiência Pública na Alepe

05/09/2013



Um requerimento do deputado estadual Manoel Santos motivou a Assembleia Legislativa, no âmbito da Comissão de Agricultura, Pecuária e Politica Rural, a realizar, na próxima quinta-feira,as 9h30, uma audiência pública para que movimentos e organizações da sociedade civil possam  apresentar e entregar, aos parlamentares, o documento “Diretrizes para a Reestruturação Socioprodutiva da Zona da Mata ”.

 

Para o deputado Manoel Santos, é importante que o Legislativo participe desse grande debate, pois a dura realidade vivenciada pela população da Zona da Mata, especialmente a rural, exige que o conjunto da sociedade  adote um novo olhar para essa região e que sejam implementadas políticas que contribuam com essa reestruturação, fazendo com que o desenvolvimento ocorra de forma realmente sustentável.

 

“Essa é uma região que vivencia um momento de grande efervescência, com a chegada de recursos para grandes eventos e grandes empreendimentos, mas precisamos que esses investimentos sejam acompanhados de políticas públicas que respondam às demandas das famílias e que deem conta do novo momento vivenciado pela região, no qual a cana não tem mais a viabilidade econômica que tinha no passado, e a crise do setor tem deixado trabalhadores e trabalhadoras desamparados, por falta de perspectivas”, avalia.

 

Ele diz ainda que, com o fechamento de diversas usinas na região, é preciso que os homens e a mulheres, que antes trabalhavam como assalariados, tenham acesso à terra, à assistência técnica e às demais condições para a produção de diferentes culturas, podendo alimentar suas famílias e comercializar, gerando renda. “Hoje, se esses trabalhadores tiverem condições de organizar sua produção, poderão fornecer para programas governamentais como o de Aquisição de Alimentos, PAA, e o de Alimentação Escolar, PNAE, recebendo um valor justo por seus produtos", analisa.

 

Com a abertura dessa discussão, durante a Audiência, a expectativa do deputado é que a Assembleia possa definir estratégias e posicionamentos para fortalecer esse movimento de reestruturação da Zona da Mata, inclusive cobrando dos Governos as diversas ações necessárias para que as mudanças aconteçam.

 

O documento, que foi lançado no mês de agosto, é assinado por um conjunto de instituições: FETAPE, SINDICATOS DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS RURAIS, CONTAG, CUT, CTB, MLST, MST, CPT, CENTRO SABIÁ, SERTA, FASE, CENTRO JOSUÉ DE CASTRO, LECGEO, ICN, COOPAGEL, ASSOCENE, DIEESE, FESAN.

 

 

Fonte: FETAPE

 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca