ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Misereor
  • REDES

    • MCCE

Inesc e Observatório das Favelas iniciam projeto sobre direitos da população LGBT

22/04/2014

 

O Complexo de Favelas da Maré, no Rio de Janeiro, foi escolhido para lançar, nos dias 25 e 26/4, as atividades do projeto Eu te desafio a me amar. Sob a responsabilidade do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), Ong que atua há mais de 30 anos na área dos direitos humanos, a iniciativa visa estimular o debate sobre os direitos da população LGBT no Brasil por meio de fotografias, vídeos e discussões sobre a temática. Na Maré, o projeto conta com a parceria do Observatório de Favelas e do Conexão G.

 

O lançamento das atividades ocorre na noite do dia 25/4, com a abertura da exposição fotográfica de Diana Blok, artista uruguaia/holandesa que coloca em foco a identidade sexual, a diversidade das relações afetivas e as questões de alteridade. Fotografias de personalidades, famílias e militantes LGBT, entre eles moradores do Complexo da Maré, fazem parte da mostra a ser inaugurada na Galeria 535.

De acordo com a curadora da exposição Cinara Barbosa, “o trabalho de ‘ativismo visual’ traz imagens e depoimentos sobre os desafios de existência na relação com o outro, ao mesmo tempo que sinaliza para processos de identificação no compartilhamento de aspectos da vida comum da qual fazem parte a família, a intimidade da casa, o cotidiano, o trabalho, o cuidado com a beleza e os desejos de pertencimento”.

Imagens de artistas como Ney Matogrosso, Ellen Oleria e Rafucko serão apresentadas na exposição. Também foram fotografados militantes e outras personalidades ligadas à questão da luta pelos direitos LGBT, como João Nery, primeiro homem transexual a ser operado no Brasil; Tatiana Lionço, doutora em Psicologia, ativista feminista e membro fundadora da Cia. Revolucionária Triângulo Rosa; e Marcelo Caetano, primeiro aluno da UnB a ter o direito de usar o nome social; Gustavo Bernardes, coordenador LGBT da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, e Jean Wyllys, jornalista e deputado federal que defende os direitos da população LGBT.

 

Oficina de Fotografia

 

Complementando a programação do projeto, no dia 26/04 a fotógrafa Diana Blok ministrará uma oficina aos fotógrafos participantes do Programa Imagens do Povo.

Saiba mais sobre o projeto: O projeto objetiva contribuir para a visibilidade das demandas sobre os direitos humanos da população LGBT no Brasil. A iniciativa conjuga exposição de fotografia da artista visual holandesa/uruguaia Diana Blok (http://www.dianablok.com/see-through-us/), que retrata personalidades, famílias e militantes LGBT no Brasil desde 2013; e fóruns de debates políticos sobre o tema. As atividades terão início em abril e se estendem até maio, mês internacional de combate à homofobia, e ocorrerão em Brasília e Rio de Janeiro.

 

25/4: Abertura da exposição de fotografias “Eu te desafio a me amar”, de Diana Blok, às 18h.

26/4 a 9/5: Exposição aberta ao público.

26/4: Oficina de fotografia com a artista visual Diana Blok.

Local: Endereço do Observatório de Favelas: Rua Teixeira Ribeiro, 535 – Maré  – Na altura da passarela 9 da Avenida Brasil

 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Projeto Sociedade Civil Construindo a Resistência Democrática

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca