ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • Plataforma MROSC

Centro Cultural do Sos Corpo realiza discussão sobre aborto, mídia, política e direitos das mulheres

05/05/2014

Quem tem medo de falar de aborto ?

Centro Cultural do Sos Corpo realiza discussão sobre aborto, mídia, política e direitos das mulheres

 

Na próxima terça-feira (06/05) o centro cultural do SOS Corpo promove a roda de diálogo “Aborto no contexto eleitoral: vida e autonomia das mulheres sob ataque”. O assunto está na pauta dos movimentos de mulheres, mas pouco é discutido em outros espaços da sociedade, do ponto de vista dos direitos reprodutivos, da liberdade sexual e da saúde da mulher. Pensando em aprofundar esse debate, nossa conversa sobre o aborto terá dois focos principais: a abordagem da mídia e a legislação brasileira.

 

A cobertura da imprensa sobre o aborto é o resultado de pesquisa feita por Lis Lemos, jornalista e integrante do Blogueiras Feministas (http://blogueirasfeministas.com/). Ela reuniu conteúdo publicado em dois jornais de grande circulação das cidades de Recife e São Paulo, entre os meses de outubro e novembro de 2010. O conteúdo analisado nos jornais pode ser encontrado na dissertação “Não é pela vida das mulheres: o aborto nas eleições de 2010” (defendida em fevereiro, na UFPE). O trabalho vai ser discutido na roda de diálogo entre Lis Lemos e Paula Viana, enferemeira e parteira, integrante do grupo feminista Curumim.

 

De acordo com Paula Viana, é preciso falar do aborto considerando o que diz a lei, esclarecendo inclusive as diferenças entre legalização e descriminalização. O grupo Curumim realizou um estudo do impacto da criminalização do aborto na saúde das mulheres e no SUS (Sistema Único de Saúde). O levantamento foi realizado em cinco estados brasileiros e os resultados foram entregues no Congresso Nacional, para mostrar que com a legislação em vigor, o aborto se torna uma questão de saúde pública. A pesquisa do grupo Curumim pode ser acessada no link: http://www.grupocurumim.org.br/site/imprensa.php.

A roda de diálogo “Aborto no contexto eleitoral: vida e autonomia das mulheres sob ataque” começa às 18h30, no Centro Cultural do SOS Corpo, e o acesso é gratuito.

 

Serviço:

“Aborto no contexto eleitoral: a vida e autonomia das mulheres sob ataque

Roda de diálogo seguida de debate com Lis Lemos (jornalista, pesquisadora e blogueira) e Paula Viana (enfermeira e parteira do Grupo Curumim)

Terça-feira, 06/05, 18h30

SOS Corpo - Rua Real da Torre, 593, Madalena

Acesso gratuito

 

Contatos: SOS Corpo – 30872086 / Ludimilla Carvalho (assessoria comunicação SOS Corpo) 97584841 / 85740248 / Lis Lemos (jornalista) – 99878137 / Paula Viana (Grupo Curumim) - 88631243

 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca