ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Instituto C&A
  • REDES

    • FIP

CARE Brasil realiza 6ª oficina em redução de riscos de desastres

12/08/2014

Capacitação foi realizada com radioamadores, que também receberam os resultados da pesquisa
Visão de Primeira Linha – Implementação do Marco de Ação de Hyogo na América do Sul

 

Rio de Janeiro, agosto de 2014 – No dia 26 de julho, em Volta Redonda (RJ), a CARE Brasil realizou a 6ª Oficina para Formação de Radioamadores e Comunicadores em RRD (Redução de Riscos de Desastres), na qual foram capacitados 44 radioamadores.

“Em situações de desastres, a primeira coisa que falta é a energia, inviabilizando qualquer tipo de comunicação (por telefone fixo, celular ou internet) entre o local atingido e quem pode socorrê-lo”, lembra Roberta Dutra, Analista de Redução de Risco de Desastres da CARE Brasil.

Como a comunicação entre os radioamadores é feita por meio de ondas de rádio, e eles sempre possuem geradores próprios, esses profissionais se tornam importantes aliados em ações realizadas por equipes de emergência. Tanto que as Defesas Civis têm cada vez mais incorporado radioamadores em seus contingentes.

Ter na região um ou mais radioamadores treinados em RRD garante a agilidade essencial para salvar vidas ou mesmo evitar tragédias. O radioamador também pode auxiliar as Defesas Civis e os Núcleos Comunitários de Defesa Civil (NUDECs) a capacitar outros membros da comunidade, e criar bases de comunicação comunitária para o evento de um desastre iminente. A próxima oficina será no dia 23 de agosto, em Itaperuna.

Pesquisa e Marco
Foi também durante o evento que foram feitas as devolutivas da pesquisa Visão de Primeira Linha – Implementação do Marco de Ação de Hyogo na América do Sul, da qual os radioamadores fizeram parte, entre outros grupos de participantes. No total, o estudo contou com 7.308 consultas, em 515 comunidades e 88 organizações, em dez países. Foi encomendado pela instituição Solucciones Practicas, que trabalha com entidades que tenham projetos financiados pela União Europeia, por meio do seu escritório de Ajuda Humanitária e Proteção Civil (ECCHO) – no caso da CARE Brasil, o projeto Redes Comunitárias e Escolares em RRD.

Já o Marco de Ação de Hyogo é o instrumento mais importante para a redução de risco de desastres, adotado por países membros nas Nações Unidas. O objetivo dele é aumentar a resiliência das nações e comunidades diante de desastres, visando à redução considerável de perdas de vidas humanas, bens sociais, econômicos e ambientais já em 2015.

Suas áreas prioritárias na tomada de ações e medidas para reduzir vulnerabilidades são cinco:

  • A redução de risco de desastre deve ser uma prioridade.
  • Conhecer o risco e adotar medidas.
  • Desenvolver uma maior compreensão e conscientização.
  • Reduzir o risco.
  • Fortalecer a preparação em desastres para uma resposta eficaz, em todos os níveis.


SOBRE A CARE BRASIL

A CARE Brasil é uma ONG brasileira, com título de OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), que iniciou suas operações no País em 2001. A CARE Brasil tem a missão de desenvolver comunidades empobrecidas do País, potencializando sua experiência, a diversidade local e seus recursos existentes. Atua como agente catalisador de processos de transformação social na busca de soluções duradouras para o combate à pobreza. Possui três eixos estratégicos de atuação: Educação, Empreendedorismo e Ajuda Humanitária. A organização tem grande preocupação em trabalhar a questão de Gênero e das Mudanças Climáticas. Atualmente, opera em nove estados, incluindo duas áreas urbanas (Rio de Janeiro e São Paulo) e sete regiões rurais (Acre, Bahia, Piauí, Pará, Maranhão, Ceará e Goiás). Atua, ainda, na resposta e redução de risco de desastres, com projetos na Região Serrana do Rio de Janeiro e nas regiões do Alto Acre e do Alto Purus, e em Francisco Morato, em São Paulo. Em 12 anos, a entidade já apoiou mais de 100 mil pessoas no Brasil. A CARE Brasil faz parte da rede da CARE Internacional. Com atuação em 87 países, a CARE apoiou, em 2013, mais de 97 milhões de pessoas, melhorando a saúde básica e a educação, combatendo a fome, desenvolvendo o acesso à água potável e a saneamento, expandindo oportunidades econômicas, combatendo as mudanças climáticas e atuando na recuperação de desastres. Na internet: www.care.org.br


Informações à imprensa
Fundamento Grupo de Comunicação

Ana Cristina Pessini – apessini@fundamento.com.br – (11) 5095-3894 (direto)

Rafael Machado – rmachado@fundamento.com.br – (11) 5095-3870 (direto)

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI)

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca