ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Pão Para o Mundo
  • REDES

    • ALOP

Agricultoras/es do Sertão do Pajeú discutem agroecologia e meio ambiente no Dia da Árvore

16/09/2014

Todo dia é dia da árvore. Mas esta é uma semana muito especial, já que no dia 21 de setembro é comemorado o Dia da Árvore.  Nos 20 anos de história  a ONG Centro de Educação Comunitária Rural-Cecor, incentiva as agricultoras e agricultores da Feira Agroecológica de Serra Talhada (Fast), na formação de uma sociedade consciente da necessidade de conservar a natureza e no fortalecimento de coibir as formas de poluição, os problemas com a água, o solo e com o ar.

 Neste domingo será promovido mais uma ação de educação ambiental no Sertão do Pajeú. Das 06h às 13h, agricultoras, agricultores e consumidores da Fast participam do Encontro de Formação Ambiental e Agroecológico no Sítio Icós, localizado a 10km de Serra Talhada/PE. O objetivo é associar práticas agroecológicas, através de visitas a áreas produtivas, exibição do documentário ‘O Veneno tá na mesa II, troca de sementes e debate a cerca da preservação do meio ambiente.

De acordo com a coordenadora da Fast, Gildete Pereira, o momento será oportuno para que todas e todos se conscientizem de que as plantas também são seres vivos e que levam tempo para se desenvolverem. “Agroecologia e meio ambiente são duas necessidades importantes na vida do/a agricultor/a”, alertou Gildete.

Para a agricultora Lucineide Maria de Jesus Lima, poder receber a visita dos amigos e amigas de luta no Sítio é a realização de um sonho. “Desde quando entrei na Fast(2004) sonhei em receber as pessoas na minha casa, na nossa área de produção. Será um  momento de riqueza e troca de experiências importante para nós que acreditamos num mundo menos poluído, sem agressão a natureza, sem agrotóxicos”, comentou Lucineide

Segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), há diferentes estados de conservação para considerar uma espécie ameaçada de extinção: vulnerável, rara e em perigo. Árvores como pau-brasil, jequitibá, sapucaia, mogno, jatobá, jacarandá, imbuia, araucária, entre outros, estão nessa lista, dentro de uma das três classificações. Por isso, as Organizações responsáveis pelo evento: Adessu Baixa Verde, Cecor e Centro Sabiá irão incentivar o plantio e a preservação ambiental em comemoração ao Dia da Árvore.



A data:

No Brasil, o Dia da Árvore é comemorado em 21 de setembro, em função da véspera da primavera. É nesta estação que as árvores ficam repletas de folhas verdes e, em muitas delas, surgem lindas flores. Essa data foi escolhida em razão da chegada da primavera. Mas antes da escolha dessa data, acontecia no país, na última semana de março, a festa Anual das Árvores, instituída pelo presidente Castelo Branco, em 1965.

 

O Dia da Árvore será assim:

06h – Saída dos transportes dos municípios (Afogados da Ingazeira, Triunfo, Flores e Santa Cruz da Baixa Verde e Serra Talhada)

08h – Café da manhã agroecológico

08h30 – Abertura oficial

09h – Grupos visitam áreas produtivas da agricultora Lucineide Maria de Jesus Lima

10h – Sessão Cinema: Filme o Veneno Tá na Mesa II

11h – Troca de sementes

11h30 – Reflexão e avaliação das atividades

12h – Almoço Agroecológico

13h30 - Bingo

Fonte: ASCOM CECOR, por Kátia Gonçalves

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Fórum Social Mundial

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca