ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • Mesa de Articulación

Ministros e integrantes de movimentos sociais participam de lançamento de projeto para pessoas em situação de rua

29/10/2014

Mais de 200 pessoas participaram no dia 21 de outubro, em Curitiba/PR, do lançamento do projeto “Gerando Renda e Criando Dignidade”, firmado entre o Centro de Formação Urbano Rural Irmã Araújo – Cefuria e o Ministério do Trabalho e Emprego – MTE, por meio da Secretaria Nacional de Economia Solidária – Senaes. O projeto será realizado em parceria com o Movimento Nacional da População em Situação de Rua – MNPR e outras entidades e órgãos públicos municipais, para o fomento da geração de renda e iniciativas de economia solidária para esta população. A ação terá duração de dois anos, com início em novembro.

Estiveram presentes o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, o ministro interino de Direitos Humanos, Claudinei do Nascimento, o ministro interino da Secretaria-Geral da Presidência da República, Diogo de Sant´ana, o secretário nacional de Economia Solidária, Paul Singer, a presidenta da Fundação de Ação Social, Marcia Oleskovicz Fruet, os procuradores de justiça do Ministério Público do Paraná, Olympio de Sá Sotto Maior Neto e Sancler Honorato Santos, o prefeito de Pinhais, Luiz Goularte Alves, além de representantes de órgãos públicos, movimentos sociais e organizações da sociedade civil.

Representantes assinam o projeto "Gerando Renda e Criando Dignidade"

Representantes assinam o projeto “Gerando Renda e Criando Dignidade”

“Estes governos assumiram o compromisso não de salvar o povo, mas de ser parceiro da população, parceiro dos trabalhadores. Porque ninguém salva ninguém, são as categorias organizadas, é o povo organizado, é o povo politizado que vai construir o seu caminho e fazer a sua revolução”, afirmou Manoel Dias, Ministro do Trabalho e Emprego, se referindo aos governos de Lula e Dilma.

O ministro enfatizou o protagonismo dos movimentos sociais na conquista de direitos: “Vocês têm que ser organizar. É a organização de vocês que vai determinar o avanço, que vai determinar a realização e a concretização dos objetivos de vocês. Vocês têm que construir políticas que não dependem mais de governos, mas que sejam de estado. Tem que ser políticas de estado”.

Leonildo José Monteiro, coordenador do MNPR, enfatizou a importância do desenvolvimento de um trabalho “A rua ganha hoje com isso. A rua se sente feliz. A gente não está aqui pedindo um prato de comida. A gente vai pedir política pública, acesso ao trabalho, à educação, à moradia, à cultura, ao esporte, ao lazer”.


Leonildo Monteiro, coordenador do Movimento Nacional da População em Situação de Rua - MNPR

Leonildo Monteiro, coordenador do Movimento Nacional da População em Situação de Rua – MNPR

O envolvimento do Cefuria no trabalho de formação com as pessoas em situação de rua começou a partir da ação com catadores de materiais recicláveis, que, muitas vezes, vivem ou tiveram períodos de viver na rua. “Nos últimos anos, o Cefuria tem se aproximado, a partir da educação popular, das populações mais empobrecidas, que tem estado à margem de qualquer direito que lhes permitam uma vida digna. Eu penso que nesses dois anos de projeto, o trabalho de formação política vai ser fundamental para que a população de rua busque seus direitos como pessoas humanas que são”, aponta Ana Inês Souza, integrante da direção do Cefuria.

“Defendi a ideias de que os pobres podem se emancipar. Tem que ser obra deles” relembra Paul Singer, sobre o primeiro ano do governo Dilma. “Estou sentindo aqui, nesta ocasião, ouvindo vocês, de que eu tinha um pouco de razão. Estamos conseguindo criar um país mais digno, mais democrático, mais igual graças a vocês”.

Fonte: CEFURIA

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Informação, formação e comunicação em favor de um ambiente mais seguro para a sociedade civil organizada

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca