ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • ALOP

Alimentar o Mundo, Cuidar do Planeta é tema do Dia Mundial da Alimentação

30/10/2014

Este mês foi celebrado em todo o mundo o dia Mundial da Alimentação, idealizado pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) como forma de incentivar maior atenção à produção agrícola em todos os países, estimular a cooperação econômica e técnica entre países em desenvolvimento e promover o sentimento de solidariedade nacional e internacional na luta contra a fome, a desnutrição e a pobreza.

 Este ano, o tema Alimentar o Mundo, Cuidar do Planeta traz como proposta sensibilizar sobre a importância da agricultura familiar e tem um olhar voltado a conservação dos recursos naturais. Nesse sentido, a temática assume um papel na erradicação da fome e da pobreza, na segurança alimentar e nutricional, e no desenvolvimento sustentável, sobretudo nas comunidades rurais, consideradas as populações mais vulneráveis.

No Brasil, o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), formado por representantes do governo e da sociedade civil celebram a data. A ONG Chapada, ao longo de 20 anos, atua na perspectiva de garantir ações de segurança alimentar e nutricional (SAN) às famílias sertanejas, através do incentivo à produção de alimentos agroecológicos. Assim, a entidade vem contribuindo com os processos de assistência técnica rural, desenvolvidos nas propriedades rurais, principalmente, no fortalecimento de infraestruturas hídricas de captação e armazenamento de água, por meio do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2) e outras iniciativas de comercialização e geração de renda.

O técnico Flávio Paiva explica que cada família é orientada a identificar ações para o aproveitamento de todas as áreas do seu roçado ou quintal, realizar o plantio com a combinação de vários tipos de cultura numa mesma área, com o objetivo de diversificar a produção de alimentos.

O coordenador de programas do Chapada, Edésio Medeiros, relembra a importância de se discutir sobre o tema no ano em que a Organização das Nações Unidas (ONU) proclamou 2014 como o Ano Internacional da Agricultura Familiar, reconhecendo a importante contribuição dos/as agricultores/as familiares no combate à fome. “A soberania e segurança alimentar e nutricional defende que cada nação tenha o direito de definir politicas que garantam a segurança alimentar de seus povos, incluindo o direito à preservação de práticas de produção de alimentos tradicionais de cada cultura. Este dia é um momento de reafirmamos esses direitos”.

Outra boa notícia relacionada ao assunto, e que é considerada uma conquista e ao mesmo tempo um marco em relação ao desenvolvimento de políticas voltadas para o setor, é que em setembro deste ano, segundo o relatório global da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o Brasil saiu do Mapa Mundial da Fome em 2014. Na análise da subalimentação em períodos distintos de 2002 a 2013, caiu em 82% o número de brasileiros/as que não se alimentaram adequadamente, e de 1990 a 2014, o percentual de queda foi de 84,7%.

Fonte: ONG CHAPADA

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca