ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • TTF Brasil

Lei de Migrações deve substituir Estatuto do Estrangeiro criado na ditadura

17/12/2014

Atual política tem como ênfase a segurança nacional e o controle policial dos imigrantes. Isso impõe diversas restrições para a vida civil, sobretudo por exigir procedimentos caros e burocratizados


 

Em um momento decisivo para uma nova Lei de Migrações que deve substituir o atual Estatuto do Estrangeiro, movimentos sociais pedem diálogo entre poder público e sociedade civil. As organizações cobram a participação popular na elaboração de leis que atendam às necessidades dos imigrantes no país.

Está em tramitação no Congresso Nacional um projeto de lei que trata do assunto. O Centro de Direitos Humanos e Cidadania do Imigrante (CDHIC) apresentou uma série de propostas de modificações que foram apreciadas durante audiência pública, no último dia 11, em Brasília.

Entre a principais pautas estão o direito ao voto, a revalidação de diplomas tirados no exterior, a anistia e a regularização de imigrantes não documentados. O CDHIC ainda reivindica a criação de uma instituição nacional especializada para atendimento do imigrante, similar ao serviço criado recentemente pela Prefeitura de São Paulo.

Segundo o CDHIC, a atual política é herança da ditadura civil-militar (1964-1985) e tem como ênfase a segurança nacional e o controle policial dos imigrantes.  Isso impõe diversas restrições para a vida civil, sobretudo por exigir procedimentos caros e burocratizados.

Fonte: Radioagência BdF

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Compartilhar Conhecimento: uma estratégia de fortalecimento das OSCs e de suas causas

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca