ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • Beyond

Em Salvador, projeto Ouvindo Nosso Bairro reúne demanda de moradores

27/01/2015

Representantes do Vozes da Cidade: Crianças e adolescentes participando da construção de Salvador  estão participando das reuniões do projeto da Prefeitura “Ouvindo Nosso Bairro”. Ambos os projetos irão coletar demandas dos moradores dos dez territórios administrativos da cidade de Salvador com o intuito de concretizá-las em políticas públicas estruturantes. O Vozes da Cidade, no entanto, se aprofunda no conhecimento da realidade de crianças e adolescentes, dando a estes a oportunidade de participar da construção de uma Salvador com menos desigualdade e mais oportunidades.

Para José Humberto Silva, consultor associado da Avante – Educação e Mobilização Social e coordenador do projeto Vozes da Cidade, que é uma versão soteropolitana da Plataforma dos Centros Urbanos (PCU), a participação nessas reuniões é de extrema importância. “É uma oportunidade de fortalecer laços com a Prefeitura, um de nossos parceiros; de estreitar a relação com as comunidades com as quais iremos trabalhar e obter informações sobre os pontos de convergência entre os dois projetos”, disse.

Sônia Bandeira e Ivana Castro, coordenadoras territoriais do projeto, e Ana Luiza Buratto, responsável pelo monitoramento e avaliação do Vozes da Cidade, estiveram presentes na reunião do bairro da Ribeira, na Escola Baronesa de Sauipe, que aconteceu no dia 14 de janeiro. Para Sônia Bandeira foi uma experiência interessante, que permitiu ver detalhes que podem ser aproveitados no projeto que a Avante implementa na cidade em parceria com o UNICEF, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e a Prefeitura. “Eles utilizaram um questionário que lista um número limitado de demandas. São dezoito, com a possibilidade de mais três que não constam na lista, o que julguei funcionar como uma maneira de dar objetividade ao debate”, analisa.

Segundo Ivana Castro, outros aspectos do Ouvindo Nosso Bairro podem ser uteis para o Vozes da Cidade.  “Os dados levantados junto aos bairros de Salvador por meio dessas reuniões serão compilados e estarão disponíveis até o mês de março. Essas informações podem enriquecer o nosso mapeamento e nos ajudar a traçar uma “fotografia” mais precisa da situação das comunidades onde vivem as crianças e adolescentes, público alvo de nosso projeto”, explicou.

Para outra coordenadora territorial, Marilia Rios, que acompanhou a reunião no Centro Universitário Estácio, na Calçada, realizada no mesmo dia, o projeto da Prefeitura é realmente interessante e pode alimentar o Vozes da Cidade em alguns aspectos. Ela, no entanto, ressalta que são projetos complementares, mas com mais diferenças que similaridades. “Estamos também em buscas de ouvir as vozes das comunidades de Salvador, contudo nosso público são crianças e adolescente. Na reunião do Ouvindo Nosso Bairro não havia uma única pessoa com menos de 25 anos”, apontou.

Os coordenadores territoriais do Vozes da cidade continuarão participando das reuniões do Ouvindo Nosso Bairro. Serão 39 reuniões por semana, sempre às quartas-feiras, das 18h às 22h, e nos sábados, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Os encontros começaram no dia 10 de janeiro e seguem até 4 de fevereiro, divididos nas dez regiões administrativas da cidade. Ao longo desse período, os participantes do Vozes da Cidade farão reuniões para debaterem sobre a experiência de participação no Ouvindo Nosso Bairro, com vistas a aliar esforços e compartilhar conhecimentos com a Prefeitura.

Na primeira reunião do Vozes da Cidade, realizada no dia 12 de janeiro, representantes da Prefeitura estiveram presente confirmando o interesse da gestão municipal em apoiar o projeto e participar ativamente de suas atividades. Além disso, eles apresentaram o projeto “Ouvindo Nosso Bairro”, demonstrando estar conscientes que o Vozes da Cidade pode contribuir e também absorver informações, constituindo uma parceria profícua, em que as crianças e adolescentes da cidade sejam os verdadeiros beneficiários.

Fonte: AVANTE

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Compartilhar Conhecimento: uma estratégia de fortalecimento das OSCs e de suas causas

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca