ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Pão Para o Mundo
  • REDES

    • FIP

Jovens camponeses participam de curso ‘Capacitação e Manejo de água’

06/04/2015





Com objetivo de se qualificarem em manejo e capacitação de água da região semiárida é que 50 jovens camponeses do sertão do Pajeú deram o ponta pé inicial da 2ª turma do projeto Escola das Águas 2015.  Aos poucos, meninos e meninas de assentamentos e comunidades dos municípios de Serra Talhada e Flores encheram o auditório do Centro de Educação Comunitária Rural(Cecor), no último final de semana.

De acordo com a Educadora Técnica do Projeto, Kelle Souza, esse primeiro momento foi  importante para a troca de conhecimentos entre os participantes, apresentação do projeto e explicação sobre as fases de cada módulo. “O primeiro contato com os/as jovens serviu para ouvirmos as expectativas em relação ao curso. Em seguida, discutimos sobre direitos de cidadania e previdenciário, gênero, geração e etnia  nas áreas rurais do Semiárido. Depois estudamos, na prática, como acontece a precipitações pluviométricas  e evapotranspiração”, explicou Kelle.

No primeiro módulo os/as estudantes irão aprender os princípios gerais de convivência no Semiárido, gerenciamento da água da cisterna, medição da água de chuva, captação e armazenamento de água, legislação básica do código de águas e segurança no trabalho. Além disso, eles/as vão entender como acontece a poluição,  contaminação da água, saúde  e prevenção das doenças.

 O segundo dia iniciou com uma dinâmica para integrar melhor o grupo e, logo em seguida, houve um debate sobre as tecnologias de captação de água existentes nas comunidades em que moram. De acordo com Andréa Oliveira, facilitadora do curso, a maioria dos/as alunos/as ainda pensa que o ideal para obter água na região em que vivem é realizar escavação de poços artesianos e amazonas. “Esses conhecimentos são reconstruídos após discussão em conjunto quando, na oportunidade, eles/as aprendem que existe a alternativa das construções das cisternas”, disse Andréa. O curso encerrou com a exibição do filme  ‘Os 30 artigos dos direitos humanos’.

O projeto envolve 360 jovens agricultores/as com idade entre 18 e 29 anos, da zona rural dos municípios de Araripina, Exu, Granito, Ouricuri, Santa Filomena,  Parnamirim, Santa Cruz da Baixa Verde, Flores e Serra Talhada. A formação em construção de tecnologias hídricas adaptadas à agricultora familiar se divide em  cinco módulo, somatizando a carga horária de  200 horas. 

A iniciativa é uma parceria entre as ONGs: Chapada(Araripina), Caatinga(Ouricuri) e Cecor, em Serra Talhada, que conta com o patrocínio da Petrobras através do Programa Petrobras Desenvolvimento e Cidadania, na linha de Educação para a Qualificação Profissional. 

Fonte: CECOR, por Kátia Gonçalves 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI)

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca