ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Instituto C&A
  • REDES

    • FIP

Encontro resgata o debate sobre apicultura e a importância da atividade no desenvolvimento rural

02/06/2015

O I Encontro de Apicultores e Meliponicultores de Ouricuri realizado dias 22 e 23 no auditório da ONG Caatinga e nas comunidades dos Paus Dóia em Exu e Agrovila Nova Esperança em Ouricuri, foi idealizado pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano Campus Ouricuri, junto ao Núcleo de Pesquisa e Extensão em Abelhas (NUPEA) e à Associação dos Apicultores de Ouricuri (AAPIO) e reuniu um público de 150 participantes.

A ideia de promover o encontro foi homenagear apicultores/as comemorando o dia do apicultor/a e o 1° ano de criação do NUPEA. Segundo relata Társio Alves, o momento foi o ponto de partida para perpetuar a discussão técnico-científica e mercadológica dos temas relacionados à área e possibilitou ao público participante interagir, conhecer, traçar metas e elaborar ações para contribuir com a melhoria e desenvolvimento da apicultura a nível regional e estadual. “Promovemos o evento para interagir com entidades, ONGs e instituições que possuem trabalhos voltados para a apicultura e meliponicultura no Sertão do Araripe e Pernambuco. Vamos começar a organizar as atividades do Núcleo aqui na região”, afirma o organizador. Ele explica que o trabalho do NUPEA consiste em atender através de trabalhos de pesquisa e extensão as demandas dos produtores/as e entidades. “A entidade ou o apicultor apresenta uma demanda ao Núcleo e ela é avaliada a partir da realidade da comunidade visando contribuir com o desenvolvimento da atividade” complementa.

Representantes da APIME/FEAMPE, Caatinga, Sebrae, Senar, CODEVASF, IPA e UNAMEL/CBA também tiveram oportunidade de relatar experiências relacionadas a apicultura e meliponicultura, desenvolvidas. A ONG Chapada, uma das instituições parceiras do IF - Sertão Ouricuri na promoção do evento, esteve envolvida durante o encontro junto a várias instituições, apresentando e discutindo ações de desenvolvimento da apicultura no Araripe. Tales Matos, coordenador técnico do Chapada, destacou a importância das ações da organização em parceria com o Projeto Dom Helder Câmara (PDHC). “Através desta parceria foi possível viabilizar o desenvolvimento da atividade apícola e diversificar a produção de alimentos nas propriedades, integrando a criação de abelhas com outras atividades produtivas, envolvendo a participação das famílias e das comunidades do território. Assim proporcionamos formas de garantir a segurança alimentar e a geração de renda às famílias” relatou Tales.

O coordenador técnico da ONG Chapada presidiu ainda a palestra Abelhas Nativas e a Convivência com o Semiárido, ministrada pelo pesquisador professor e mestre Silver Jonas Alves Farfam do IF Sertão-PE Campus Petrolina. O pesquisador apresentou uma experiência desenvolvida em Petrolina que promove a capacitação de meliponicultores e o resgate dos enxames de abelhas nativas ameaçadas de extinção. “Neste experimento é realizada a retirada de troncos contendo enxames e a aplicação de técnicas de manejo, a construção de meliponários e valorização do saber dos meliponicultores” relatou o pesquisador. Já o coordenador geral da ONG Caatinga, Giovanne Xenofonte relembrou a importância da apicultura para a agroecologia. “Quem gosta de apicultura, não gosta de queimada, nem de veneno. Portanto estimular a apicultura é estimular a agroecologia”, ressaltou.

Outro papel fundamental exercido pelas abelhas e mencionado durante o encontro, foi o da polinização. O professor PhD, Breno Magalhães Feitosa da Universidade Federal do Ceará, falou sobre a contribuição das abelhas para o desenvolvimento de uma agricultura sustentável. “A polinização é essencial para a reprodução e manutenção da diversidade de espécies de plantas na agricultura. A polinização tem influência direta sobre a qualidade das frutas e de outros alimentos”, destacou.

Na palestra Manejo de Abelhas no Semiárido Integrado com Atividades Agropecuárias, proferida pelo professor Roberto Henrique do (IFCE) Campus Limoeiro do Norte, foi apresentada uma experiência inovadora desenvolvida por um apicultor cearense, com a captura de enxames em caixas de papelão. Uma das mensagens centrais do encontro foi despertar nos jovens o interesse pela atividade apícola, regatando a valorização e contribuição da apicultura, como prática cultural, socialmente justa, ambientalmente correta e economicamente viável.

Fonte: Chapada, por Carolina Barros 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca