ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Instituto C&A
  • REDES

    • FIP

I Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres do Município de João Pessoa

25/08/2015

!!

A I Conferência Municipal de Políticas para as Mulheres do Município de João Pessoa aconteceu do dia 18 ao 21 de agosto, trazendo o tema “Mais Direitos, participação e poder para as Mulheres”. Realizada das 13h as 17h, na sede do SINTEP, situado na rua Prof. José Coelho, nº 61, Centro – João Pessoa/PB.

Os eixos de discussão foram divididos em quatro temáticas:

18/08 – Política de enfrentamento à violência contra as mulheres

19/08 – Política de saúde e direito sexuais e reprodutivos

24/08 – Política de educação inclusiva, cultura e comunicação

25/08 – Política de autonomia econômica, desenvolvimento sustentável

A Conferência deu ênfase aos programas e políticas municipais de enfrentamento a violência contra as mulheres, os avanços, desafios e preocupações. Programas como SOS mulher, que utilizada um aplicativo de celular para avisar a polícia o estado da mulher em situação de risco e violência.

A parada segura, que obriga o motorista de transporte público a parar, dentro de sua trajetória, onde é solicitado depois das 22h. A cirurgia reparadora pras mulheres vítimas de violência, que vem sendo realizada em um hospital público da capital. Além de citar a lei de tipificação do feminicidio homologada este ano.

Entre os desafio, demandas e preocupações está a necessidade de garantir o funcionamento das delegacias especializadas nos finais de semana e madrugadas, momentos em que a violência contra a mulher é mais presente. A necessidade de interiorização dos serviços de acompanhamento e recebimento das mulheres, a necessidade por parte dos funcionários de dar continuidade aos casos já abertos e conseguir de uma forma mais eficiente parar com a violência institucional que as mulheres sofrem em alguns casos quando chegam nos serviços de atendimento.

Também foi discutido a necessidade de criação de mais delegacias especializadas, e a proposta da contratação de empresa para capacitar os profissionais para discutir gênero e estarem mais bem preparados para receber essas mulheres.

Participam desse espaço gestoras governamentais, representantes das organizações da sociedade civil, lideranças sociais e populares.

Fonte: Cunhã Feminista 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Novos paradigmas de desenvolvimento: pensar, propor, difundir

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca