ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • MCCE

CEBI contribui em formação na Guatemala

18/09/2015

Na Cidade de Guatemala começou, dia 14 de setembro, a terceira etapa da Oficina de Leitura Popular da Bíblia, com 25 participantes. Eles e elas vêm de duas organizações: CEDEPCA (Centro Evangelico de Estudios Pastorales en Centro America) e Red Paz. Pertencem a diferentes igrejas desde as tradicionais históricas quanto pentecostais. 

O objetivo da oficina é treinar facilitadoras e facilitadores em Leitura Popular da Bíblia para melhorar o trabalho de incidência e transformação em suas comunidades locais. Este programa é apoiado por Kerk in Actie/Holanda e CEBI (Centro de Estudos Bíblicos)/Brasil. 

O grupo está recapitulando os dois anos passados e compartilhando experiências de leitura bíblica em suas próprias organizações e comunidades. Paulo Ueti, do CEBI/Brasil, está ajudando a facilitar as oficinas desde 2013. Já foram trabalhados temas como o papel e poder da pessoa que facilita, o conteúdo e desafios das teologias e textos bíblicos em si, o papel da espiritualidade e liturgias e a colaboração entre conhecimento popular e acadêmico nesta jornada. 

Conforme Delia, coordenadora da Pastoral das Mulheres de CEDEPCA, o encontro “traz muitos desafios para nós como lideranças, lidar com a Bíblia de maneira transformadora e que provoque incidência para melhorar a vida das pessoas, comunidades e nos países onde vivemos e trabalhamos”. Pastor Arnoldo desafia o grupo a ter “cuidado e atenção para o que estamos chamando de agendas políticas e teológicas, para que sejamos sempre mais fiéis ao projeto de Deus e seu Reino e não a nós mesmos”.

Para o grupo foi bastante relevante e desafiador a diferença entre leitura e estudo bíblico, em termos de objetivos, conteúdos e metodologias aplicadas. Normalmente “há uma tentação muito forte de transformar grupos de leitura bíblica em grupos de estudos e aí todo o esforço e recursos são destinados ao texto unicamente, esquecendo de olhar para a realidade e cultivar horizontes políticos de incidência e transformação”, afirmou Hugo Herrera, de Red Paz.

O grupo é bastante desafiador e misto, com a participação de um grupo de 10 indígenas da nação Q'eqchi'. Ler a Bíblia em diferentes culturas e enfrentar barreiras linguísticas e de linguagem tem sido interessante para o grupo como um todo. Como este ano é o último acordado no projeto de treinamento do Programa da Rede Glocal de Leitura Contextual da Bíblia, é esperado do grupo conduzir estudos bíblicos para que se possa avaliar e identificar aspectos que ainda necessitam de adequação aos métodos. Nos próximos dias haverão quatro estudos. Cada grupo / comunidade, previamente organizado, vai dirigi-los e depois ao final se fará um processo de sistematização. 


Fonte: CEBI

  • PROJETOS

    • Informação, formação e comunicação em favor de um ambiente mais seguro para a sociedade civil organizada

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca