ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • União Europeia
  • REDES

    • MCCE

4ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar debate qualidade da nutrição no Tocantins

25/09/2015



A 4ª Conferência de Segurança Alimentar e Nutricional do Tocantins foi marcada pela forte participação da sociedade civil e o levantamento de necessidades específicas do Estado. O fortalecimento da agricultura familiar e agroecológica como principal meio de produção de alimentos saudáveis e o resgate dos aspectos tradicionais da cozinha tocantinense estiveram no centro das principais discussões, como destaca a secretária do Trabalho e da Assistência Social (Setas) Patrícia Amaral, “Nos observamos que a população quer a volta do fomento da agricultura familiar, as pequenas hortas nos quintais, lotes baldios e escolas. Tudo isso prova que as pessoas já entendem e querem se alimentar melhor, as demandas são simples e os resultados possíveis”. Disse.

Para nortear os trabalhos a organização do evento dividiu os 334 delegados municipais participantes nos seguintes grupos temático;  Comida de verdade: avanços e obstáculos para a conquista da alimentação adequada e saudável e da soberania alimentar; Dinâmicas em curso, escolhas estratégicas e alcances da política públicas e o Fortalecimento do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan). O resultado das atividades em grupo foram votadas em plenária na manhã desta sexta-feira, 4,  e comporá o documento estadual que deve ser apresentado na 5ª Conferência Nacional. O evento acontece em Brasília de 03 a 06 de novembro e terá 40 delegados tocantinenses.

Participação social

A 4ª Conferência Estadual foi composta principalmente por delegados representantes da sociedade civil, respeitando o regimento que estabelece a proporção de dois terços para cada um terço de representantes do poder públicos. De acordo com a secretária da Setas, Patrícia Amaral, essa participação é fundamental para o avanço das políticas públicas, uma vez que ouvindo as demandas é possível trazer soluções reais as necessidades da comunidade: “Aqui podemos ouvir as pessoas e muitas vezes perceber que as soluções são simples e possíveis”, declara.

A delegada representante de Augustinópolis, Maria Madalena Maciel, é membro do Consórcio de Segurança Alimentar e Desenvolvimento Local (Consad), instituição que assiste 25 municípios da região do Bico do Papagaio. Para ela, a Conferência é uma oportunidade de formalizar os anseios dos assentados, ribeirinhos, extrativistas e os demais agricultores familiares de sua região. Entre as propostas defendidas por Maria Madalena está a criação de medidas para assistirem populações ribeirinhas desapropriadas com as barragens das usinas hidroelétricas e a necessidade de fortalecimento da agricultura familiar para promover uma alimentação mais saudável.

Já o representante de Ipueiras, Paulo Carlos, destacou os avanços nas políticas e ações de segurança alimentar nos municípios e acredita que o processo de Conferências auxiliou nisso. “Em nosso município existem pessoas que não passam fome porque são assistidas por programas sociais e as equipes do Cras. Estes são direitos que nós conquistamos”. Afirma o delegado.

O Regimento da Conferência de San reserva, também, uma cota para participação de indígenas, quilombolas, ribeirinhos e demais comunidades tradicionais. Neste percentual se encaixa a delegada, Luzinete Ribeiro dos Santos, membro da Tenda Espírita de Mãe Yemanjá, uma comunidade de terreiro que desenvolve um trabalho para valorizar as tradições alimentares em Porto Nacional. Para Luzinete, a experiência do seu grupo pode contribuir para as discussões e favorecer os hábitos saudáveis.

Fonte: COMSAÚDE 

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Projeto Sociedade Civil Construindo a Resistência Democrática

Rua General Jardim, 660 - Cj. 81 - São Paulo - SP - 01223-010
11 3237-2122
abong@abong.org.br

design amatraca