ABONG -  - Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais

associe-se

conheça nossas associadas

Procure pelo nome em um dos campos abaixo:

selecione
selecione

Ou faça aqui uma busca detalhada:

selecione
selecione
selecione
selecione
  • APOIO

    • Fundação Ford
  • REDES

    • Action2015

Juventude rural presente na formulação de políticas públicas de juventude em PE

16/10/2015

IMG_20151005_095052282

As várias formas de mudar Pernambuco. Este foi o tema que apresentou a III Conferência Estadual de Juventude, realizada nos dias 5 e 6 de outubro, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. Cerca de 500 delegados, escolhidos nas 12 Regiões de Desenvolvimento do Estado e representando diversos segmentos de juventudes, apresentaram e defenderam propostas de construção e avanços de políticas públicas.

O Serta esteve ativamente nos processos de mobilização e realização das conferências que antecederam a etapa estadual. Foram realizadas seis conferências territoriais, envolvendo jovens rurais, quilombolas e comunidades tradicionais de 25 municípios. O debate em torno desse grupo foi para discutir os onze direitos da juventude garantidos em seu estatuto, e, também, a política para juventude rural, como o acesso à terra, ao crédito fundiário, à moradia e sucessão rural.

Para o educador do Serta, Sandro Cipriano, do Conselho Nacional de Juventude – Conjuve, esse trabalho de mobilização e realização “desencadeou em propostas não apenas no campo da educação, como também no esporte, lazer, na cultura, e em todas as temáticas por onde houve a participação efetiva da juventude rural”.

De acordo com Sandro, as demandas do jovem camponês nas conferências também contribuíram para o fortalecimento da política estadual: “conseguimos fortalecer a participação da juventude rural nesse processo e, além disso, uma contribuição para o Plano Estadual de Juventude, que será atualizado no próximo mês, e que irá considerá os novos desafios apresentados”.

Egressos e estudantes de Agroecologia do Serta estiveram nas etapas territoriais, municipais e na estadual, por onde defenderam a bandeira de luta da juventude do campo. Claudia Graziely, estudante de Agroecologia do Serta do município de São Bento do Una, foi eleita para etapa nacional, que acontece de 16 a 19 de dezembro, em Brasília/DF.

Para Claudia, a grande demanda do jovem é o acesso à propriedade rural. “Ele tem dificuldade de permanecer no campo porque ainda não consegue produzir com segurança. Ele não se ver como produtor, como agricultor, mas como ajudante do pai ou da mãe. A proposta é fortalecer os grupos e desburocratizar a questão do acesso à terra. E tem que começar a fazer a liberação de imediato, porque se não o jovem vai se sentir obrigado a sair de suas casas e ir para cidade, para ter sua própria renda”, considera.

Os delegados e participantes trabalharam em grupos para discutir 11 eixos temáticos: Participação social; Educação; Trabalho; Diversidade; Saúde; Cultura, Comunicação; Esportes; Território e mobilidade; Meio ambiente; e Segurança pública e acesso à justiça.

Cada grupo construiu cinco propostas, que foram votadas em plenário geral, e que priorizou 22 delas. Essas serão levadas à Conferência Nacional pelos 54 delegados eleitos na etapa estadual. Desses, 11 representam o poder público, 4 do conselho e 39 da sociedade civil.

Fonte: SERTA

 

PALAVRAS-CHAVE

  • PROJETOS

    • Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI)

Rua General Jardim, 660 - Cj. 71 - São Paulo - SP - CEP: 01223-010 - Tel.: 11 3237-2122

Horário de funcionamento do escritório: segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 19h

design amatraca